New Translator....

Seguidores

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Cadelinha Stacey



Cadelinha Stacey

Não pode haver fronteiras
Somente uma divisão eqüidistante
Essa cadelinha do signo de touro
Ciumenta e linda, esta saindo
Deixando o que se chama
Mundo ou Vida de Baunilha
Para uma germinação
Quase de obra-prima
Pois além do degrau adquirido
O diploma que revela a vencedora
Esta caminhando ao encontro
Da Submissão e do amor de entrega
E sempre com a cultura ladeada
Com o sempre esmero de bem educada
Sobressai a muitas cadelas atrevidas
Ela se mostra cometida e contida
Essa florzinha linda ainda brota
E a dor vai fazê-la bela e forte
Germina querida cadelinha
Devagar esta chegando tua hora
De mostrar que veio para enfeitar
Um altar de um Dom que vai amar

LUCUISΔΩ
19 de Agosto de 2010

2 comentários:

Stacey SUB disse...

SIR LUCIUS o poema dedicado a mim simpelsmente é lindo,mais uma vez ADOREI...

Essa cadelinha que deseja prostar aos SEUS pés em sinal de adoração.

Encantada!

Catlin disse...

Escreve no meu blog como se me conhece-se...

aiai viu, ainda descrubo quem és...rss

beijoss