New Translator....

Seguidores

sábado, 31 de julho de 2010

Submissa onde está?



Onde anda a Submissa de entrega total , aquelas que realmente querem alcançar um outro patamar, vejo chaves mudando de nome, e pseudo Donos, que hoje se diz ter uma escrava e depois descarta, fica sinalizado  que o sexo e não mais o adestramento é o importante, sei que são cadelas, mas não esta faltando seriedade ou objetividade na cena, parece degeneração, ninguém mais tem mão firme, comportamento, conduta e procedimento, não valem somente para as cadelas, um Dono tem suas obrigações e com seriedade e firmeza, não só usar e mostrar que pode tudo, pois pode, esta implícito, num acordo tácito, mas descartar da forme que assisto é irresponsabilidade, por isso tão pouca submissas que realmente consegue galgar um patamar admirável onde ela pode erguer a cabeça e saber que é um se tornou forte , pois o Dono estava presente e a fez sentir como a Submissa é um ato de amor muito profundo e fazer uma cadela acreditar que em pouquíssimo temo isso ocorrera, só traz problemas que na mão de um Dom , terá que administrar já sabendo que houve erro consciente de outro que não foi direito com a cadela usada, por isso pergunto onde esta a cadela que realmente tem vontade de crescer, vontade e muita força para poder sorver um ensinamento, que ela escolheu para uma vida plena e prazeres que outra nunca atingiram, ainda acredito em vários Dons e também sei que cadelas existem e estão ai para serem muito bem adestradas, mas fico assistindo o comum passar, no meio da multidão e na escuridão sei que Lea esta perto!  

3 comentários:

_lua_ disse...

Saudações SR.

Vejo coisas semelhantes acontecendo diariamente, a tão conhecida "dança das coleiras" , onde o que vale e o que faz os olhos da referida sub brilhar, são apenas as iniciais de um preferido TOP adornando o nome e o pescoço da sub.

Pouco se trabalha de fato o termo submissão/práticas/obediência/lealdade por parte da submissa, pois o que realmente parece importar são apenas os momentos sexuais de ambas as partes, isto aos meus olhos é uma lástima.

Acredito sim que há muito disto por aí, mas também há as pessoas de ambos os lados do chicóte que levam o BDSM de forma muito séria, muitos até como estilo de vida.

Nos resta apenas torcer para que não desistamos de ver o meio com olhar e pensamentos corretos, desfrutando, aprendendo, interagindo sempre de forma saudável, sem denegrir ninguém, sem deixar a essência se extinguir perante nós.

meus respeitos, me despeço.

lua.

{ynne} disse...

perfeito, acho que esta palavra descreve o que sinto.

beijos de quem o admira muitooo..

K. F. Hannah disse...

Há muito eu não leio um texto tão bacana.
O mundo BDSM é extenso, mas verdadeiras escravas(os)são raridade o que a torna especial, tão raro quanto um verdadeiro DOM.
Lindo texto.

saudações.